FM: Qual a sua opinião sobre os recentes problemas no mercado, nomeadamente em relação à retirada da FXCM dos EUA?

NT: Este é um assunto muito importante que gostaria de discutir. O que está à vista é que estamos no meio de uma consolidação do setor causada por uma regulação maior e mais rigorosa. Esta situação está a reformular o setor de derivados financeiros em todo o mundo. E está a fazer algo muito simples e extremamente importante, ou seja, traz uma maior transparência e maior segurança dos fundos para os negociadores institucionais e comerciais. Apoio totalmente as recentes medidas tomadas pelos reguladores no Reino Unido, nos EUA e na Austrália. No entanto, gostaria de sublinhar que, em relação às regulações rigorosas e à consolidação absolutamente essencial, já passámos o início, mas ainda estamos longe do fim. O caminho ainda é longo.

FM:Entendemos da sua entrevista anterior que o seu grupo de ECN teve um possível relacionamento com a IKON Finance e outras empresas que foram afetadas pelos eventos recentes. Algum desses eventos recentes afetou o MultiBank Group?

NT: Estou neste ramo há 25 anos e o nosso grupo está a trabalhar desde 2005. Durante este período, utilizámos mais de 80 corretores principais e fornecedores de liquidez compostos por participantes de negociação bancária e não bancária. Os nossos departamentos de compliance tomam as medidas fundamentais na escolha dos nossos membros.

Nunca tivemos um relacionamento com a FXCM ou a Pepperstone. No entanto, já tivemos um relacionamento com a IKON Finance, mas foi totalmente encerrado no início de 2016, quando reestruturámos o nosso grupo e mudámos o nosso nome para MultiBank Group. Portanto, tenho o prazer de informar que não fomos afetados por esses eventos recentes.

FM: O que o MultiBank Group tem feito desde o lançamento da tecnologia MultiBank Exchange?

NT: Recentemente, tivemos o jantar de gala anual da nossa empresa em Hong Kong, nos bastidores da iFX Expo, para comemorar o aumento da regulação, o sucesso e as grandes conquistas que o MultiBank Group alcançou em 2016.

É importante sublinhar que os grandes bancos forex estão a perder clientes e empresas institucionais para as ECNs, assim como em termos de fluxo financeiro, ao longo dos últimos anos. O MultiBank Group, sendo o líder de mercado no campo das ECNs e das bolsas, beneficiou substancialmente da migração destes clientes e instituições dos grandes bancos para o nosso grupo. As empresas estão a deixar os bancos e a dirigirem-se diariamente a nós.

Durante 2016, os clientes e parceiros do MultiBank Group negociaram mais de $3000 mil milhões em divisas e produtos de derivados financeiros, o que é um bom exemplo do quanto os nossos clientes adoram a nossa tecnologia e os nossos preços, pois são cerca de $4 mil milhões por dia.

FM: Qual a direção para 2017?

NT: Sendo uma das maiores empresas do setor, com uma segurança de fundos e sistemas de gestão de risco de topo, um capital realizado superior a $322 milhões e filiais espalhadas pelo mundo, estamos a alcançar grandes coisas e a fazer grandes progressos nos nossos mercados principais. Expandimos as nossas operações com novas filiais na Califórnia, nos EUA, em Xangai, Hangzhou e Shenzhen, na China, e em Ho Chi Minh, no Vietname.

Estamos agora em processo de abertura de novas filiais na Polónia e em Portugal, com mais projetos de expansão no Uruguai e Brasil.

Acreditamos que 2017 também será um ano muito estimulante para nós, na medida em que continuamos o nosso plano de expansão na Ásia, ao mesmo tempo que nos concentramos nos nossos mercados europeus e mundiais.

FM: Fale-nos um pouco sobre si.

NT: Tenho 28 anos de experiência nos setores financeiro e comercial em todo o mundo. Trabalhei com muitas das principais instituições financeiras globais, como o BNP Paribas, Barclays, UBS, Merrill Lynch, Credit Suisse, como especialista nas áreas de e-commerce, divisas, sistemas de banca eletrónica e financiamento. Ocupei várias posições de destaque em todo o mundo, tais como chefe do Projeto de Desenvolvimento da Bolsa de Valores da Irlanda na Ásia, como vice-presidente da Associação Chinesa de Bancos e Empreendedores, como Assessor Financeiro Honorário da Autoridade Financeira de Tianjin e de Shenzhen, como Consultor Sénior do Conselho de Administração da Tradition Group of Companies, como chefe do Projeto de Desenvolvimento da IFX PLC na China e como presidente da Air Via.

Entre as minhas conquistas, consegui criar a primeira companhia aérea privada na Europa de Leste. Consegui financiamento na ordem dos $20 mil milhões e deu o meu contributo na Câmara dos Lordes do Reino Unido sobre a lei comercial UCP 500 e 600.

Agora dedico-me totalmente na elaboração de uma OPI para o MultiBank Group em Hong Kong, com um valor estimado de $4,5 mil milhões. Também estou no processo de criação de uma instituição de caridade para ajudar os refugiados durante est